Especial: entrevista com Otto

Headliner do primeiro dia do Jambolada 2010, o pernambucano Otto era uma das atrações mais esperadas do festival. E para quem gosta do cara, valeu a espera. O show foi um dos que mais agradou o público, fosse ele fã ou não. A exclusiva com o Otto (leva esse nome já que nós fomos um dos únicos veículos a conseguir uma entrevista com ele por aqui) aconteceu no dia seguinte à sua apresentação. Como não foi possível entrevistá-lo após o show, aproveitamos que ele resolveu ficar pra assistir as bandas do dia 16 e descansar um pouco, e improvisamos um bate-papo do lado de fora do Acrópole. A conversa foi entre Otto, Felipe, Karla e eu. Não conhecia muito do cantor, mas os dois fãs que me acompanharam (ou que eu acompanhei) souberam dar rumo à entrevista. Ao invés de comentar o que foi discutido de interessante, recomendo que assistam abaixo, na íntegra, a primeira entrevista especial e exclusiva do Folhetim Baticum.



Por Augusta Deluca (Folhetim Baticum/MIU)

2 comentários:

jefhcardoso disse...

Show de entrevista. O Otto é loko. Muito bom, cara! Parabéns! Abraço!

“Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

Gostaria de lhe convidar para que comentasse o meu Lobato e O Rato. Ok?
http://jefhcardoso.blogspot.com de blog em blog.

sophiacc disse...

Eu já tive o desprazer de ter alguns dos integrantes do jambolada entre minhas pernas, confesso que um banho as vezes fariam bem para eles. Mas o que eu quero na verdade é o nome do gatinho que estava com voce no "conves" semana passada?

Postar um comentário